Albino assassinado no distrito de Moatize na província de Tete

0

Um adolescente de 17 anos de idade, com problemas de albinismo, foi assassinado na quarta-feira, na zona de Benga, distrito de Moatize, na província de Tete, por indivíduos ainda a monte.




MAPUTO- O facto foi revelado por um líder comunitário, citado pela AIM, que disse que o rapaz foi assassinado para a extracção de partes de seu corpo, incluindo cabelo e cérebro, na zona de Benga, distrito de Moatize, na província central de Tete.

Segundo o líder comunitário, o adolescente que em vida respondia por Chinguirai João foi raptado de dia e morto no período da noite, numa altura em que os pais estavam à sua procura por causa da demora do seu regresso à casa.

“Este crime aconteceu no povoado de Nhambaluwalu, aqui em Benga. O corpo foi achado depois de buscas, mas sem vida e alguns órgãos, porque os criminosos tiraram os ossos dos braços e pernas, cabelo e partiram a cabeça para tirar o miolo (cérebro). Este crime está a deixar todos nós preocupados”, disse.

O líder comunitário afirmou que a população do povoado exige a captura dos criminosos e que sejam severamente penalizados como forma de evitar a ocorrência de novos casos.




Este caso ocorre quatro meses depois de uma tentativa frustrada de venda de uma criança albina, perpetrada pelos próprios pais em Moatize.

Refira-se que no ano passado foram reportados naquela província de Tete vários casos de rapto e assassinato de albinos, criando pânico no seio dos residentes.

Os assassinatos, exumações ilegais ou agressões a albinos na África subsaariana representam um problema grave, que os especialistas têm dificuldade de dimensionar.

Estes crimes estão vinculados a crenças segundo as quais as poções preparadas com partes dos corpos dos albinos trazem sorte e riqueza. [FM]

Folha de Maputo

Loading…

Loading...

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.