Cinco dicas para ajudar quem sofre de depressão

0

Quando alguém que amamos sofre de depressão, a sensação de impotência para ajudar pode ser devastadora. Saiba o que deve fazer e o que deve evitar.

Nos casos de depressão, como explicado na publicação Dicas de Mulher, apenas profissionais médicos, como psicólogos e psiquiatras, serão capazes de tratar efetivamente o problema.

No entanto, saber como lidar com alguém deprimido é fundamental. Na verdade, muitas vezes, na ânsia de ajudar, podemos estar a piorar a situação…

Estude a depressão

Ninguém em perfeita consciência diria a um doente com alguma doença grave que o problema está na sua cabeça e que basta ter força de vontade. No entanto, é exatamente isso que acontece muitas vezes quando o assunto é depressão, sendo que um dos principais culpados por esse tipo de atitude é a ignorância.

Ajude com consciência, pesquisando e aprendendo mais sobre esta doença.

Nunca deixe subentendido que se trata de força de vontade

Para grande parte da população a depressão ainda é erradamente vista como um sinal de fraqueza. Coloque-se no lugar do individuo: já imaginou estar doente e ser ainda acusado de fraqueza e de ser responsável pelo problema?

Evite dizer o que a pessoa deveria ou não deveria fazer

Ao sofrerem de depressão, muitos dos pacientes têm dificuldade em fazer simples atividades do dia a dia, como tomar banho, vestir, trabalhar ou sair com os amigos. Para quem está de fora, pode parecer óbvio que, estar mais presente e ativo socialmente pode ajudar a combater o problema. Todavia, é importante ter em mente que se trata de uma doença, e que não vai passar apenas por essa pessoa ir ao cinema ou dar um passeio no parque.

Não faça comparações

‘Mas tens tudo! Casa, saúde, pessoas que te amam, emprego… não tens motivo para estar assim. Há pessoas que nem têm o que comer’.

Comparações deste tipo são extremamente maléficas e prejudiciais para quem sofre de depressão, que se sentirá assim culpado por não conseguir combater aquela doença por si próprio.

Procure ouvir mais e falar menos

Tente não dar tantas sugestões sobre o que acha apropriado e tente ouvir o que o doente tem para dizer – que a principio pode não ser muito. Todavia, só o facto de mostrar que está disponível para ouvir fará com certeza com que o doente se sinta melhor.

Finalmente, incentive sempre a pessoa com depressão a procurar ajuda profissional.

Noticias ao minuto