Detidos falsos inspectores de trabalho na cidade de Maputo – Maistindzava

0

Dois indivíduos encontram-se detidos desde 15 de Dezembro último, depois de surpreendidos fazendo-se passar por inspectores de trabalho.

MAPUTO – Para o efeito, os impostores usavam uma falsa credencial alegadamente emitida pela Inspecção-Geral do Trabalho (IGT), para fiscalizar empresas de diferentes ramos de actividade, com destaque para as do ramo comercial e industrial.

Trata-se de Samuel Alfredo Xavier, desempregado, de 59 anos de idade e natural de Maputo, e José João Daude, natural de Quelimane, com 32 anos de idade, expulso das fileiras da Polícia da República de Moçambique (PRM) em 2001.




Os suspeitos, actualmente detidos na 1ª Esquadra da PRM da Cidade de Maputo, cujo processo já foi encaminhado para o Tribunal Judicial para os passos subsequentes, incorrem nos crimes de burla e de falsificação de documentos.

O documento adianta que denúncias vinham sendo feitas por alguns agentes económicos da cidade de Maputo, sobre a existência de indivíduos supostamente inspectores de trabalho, cujo “modus operandi” era duvidoso, uma vez que inventavam multas e depois negociavam a sua anulação, incluindo a suspensão de trabalhadores estrangeiros, a troca de dinheiro.




Loading…

Os mesmos não aceitavam depósitos bancários nas contas oficiais do Estado, bem como não apresentavam a documentação habitual dos inspectores credenciados.

“A Direcção do Trabalho, Emprego e Segurança Social da Cidade de Maputo, em coordenação com as outras instituições do Estado, com destaque para a PRM e a Procuradoria da República, tem estado a trabalhar com vista a esclarecer casos idênticos, incluindo a burla de promessa de vagas de emprego com base no pagamento de valores monetários para acedê-las”, explica o comunicado. [CC]

Folha de Maputo

Loading...

você pode gostar também Mais do autor