Escovar os dentes pode reduzir o risco de insuficiência cardíaca

Partilha Esta Noticia com os Seus Amigos

Uma investigação divulgada no European Journal of Preventive Cardiology afirma que escovar os dentes três ou mais vezes por dia está associado a um menor risco de insuficiência cardíaca e fibrilhação auricular (um tipo de arritmia).

Uma teoria possível é que o ato frequente de escovar reduz as bactérias que vivem entre os dentes e as gengivas, impedindo que estas entrem na corrente sanguínea e causem inflamação no organismo. Sabe-se que essa inflamação aumenta o risco de batimentos cardíacos irregulares e insuficiência cardíaca.

Na nova investigação, cientistas da Coreia do Sul examinaram a conexão entre a higiene bucal e a ocorrência dessas duas condições num estudo que contou com a participação de mais de 161 mil pessoas com idades compreendidas entre os 40 e 79 anos, sem histórico de insuficiência cardíaca e fibrilhação auricular.

O principal autor, Tae-Jin Song, da Universidade Ewha Womans, em Seul, disse citado pelo The Mirror: “Estudámos um grande grupo por um longo período, o que acrescenta força às nossas descobertas”.

Os participantes foram submetidos a um exame médico de rotina entre 2003 e 2004 e foram recolhidas informações sobre altura, peso, exames laboratoriais, doenças, estilo de vida, saúde bucal e comportamentos de higiene bucal.

Durante um acompanhamento médio de 10 anos e meio, três por cento dos participantes desenvolveram fibrilhação auricular e cerca de cinco por cento desenvolveram insuficiência cardíaca. Escovar os dentes três ou mais vezes ao dia foi associado a um risco 10% menor de fibrilhação auricular e a um risco 12% menor de insuficiência cardíaca durante o acompanhamento.

(NM)

você pode gostar também Mais do autor