Província de Maputo e Gaza com mais furos de água

0

O ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, João Machatine e o embaixador da República Popular da China, Su Jian, lançaram ontem, na localidade de Mafuiane, distrito de Namaacha, o projecto para a construção de 202 furos de água nas províncias de Maputo e Gaza.

Segundo a AIM, trata-se de um projecto orçado em cerca de 370 milhões de meticais disponibilizados, em forma de donativo, pelo Governo chinês que vai viabilizar a construção de 102 furos na província de Maputo e 100 em Gaza, para abastecimento de água à população rural destas duas parcelas de Moçambique beneficiando mais de 60 mil habitantes.

O projecto teve início em Dezembro de 2017, com o seu término agendado para 2019.

Segundo Machatine, enquadra-se na linha orientadora do Governo que prevê a mobilização de parcerias para o financiamento de programas visando o aumento da cobertura da rede de abastecimento de água em todo o território nacional.

“A construção dos 202 furos de água não deve constituir apenas o fim do calvário das populações vivendo nas zonas rurais, mas deve igualmente constituir um desafio para todos no sentido de permanentemente buscarmos soluções de sustentabilidade para que estas infra-estruturas tenham um tempo de utilidade longínquo”, disse.

O ministro desafiou os governos das províncias de Maputo e Gaza a investir em programas de participação e educação comunitária, criando todas as condições que garantam e assegurem que a manutenção destas fontes de água seja efectivamente feita pelos utentes das mesmas.

“Esta manhã, assinamos um acordo de financiamento com os nossos parceiros da Holanda para a elaboração de estudos e projectos dos sistemas de abastecimento de água das vilas de Nametil, Malema, Namialo e Namapa, avaliado em cerca de 360 mil euros cuja concretização irá aumentar a taxa de cobertura em cerca de 18 por cento na província de Nampula”, disse Machatine.

Na ocasião, o embaixador chinês, Su Jian, destacou que o projecto de edificação destes furos de água que é de capital importância para as populações e tem um significado especial para o governo do seu país, porque vem reforçar cada vez mais os laços de cooperação entre os dois povos.

O embaixador destacou que nos últimos anos houve seca que resultou na falta de água nas províncias de Maputo e Gaza e, para minorar o sofrimento dos afectados, o governo chinês financiou a construção de 100 furos na província de Gaza.

Jornal Noticias