Relações sexuais com robots serão normais em 30 anos, diz especialista

0

Os avanços tecnológicos na área da robótica e Inteligência Artificial (IA) estão a ser vistos como fatores cruciais para a criação de robots sexuais cada vez mais avançados, com uma especialista em relacionamentos a considerar que não falta muito até estes seres artificiais substituírem humanos em relacionamentos.

Quem o diz é Bobbi Banks ao Metro que afirma que “a forma como vemos o amor e os laços hoje em dia estão a mudar”. “Formar relacionamentos românticos e sexuais com robots serão normal em 2050”, adianta Banks.

A especialista nota que o facto de pares românticos não se conseguirem ver cria “sentimentos de inveja e incerteza na estabilidade do relacionamento”, pelo que os robots podem ser vistos como uma forma de “dar às pessoas controlo completo das suas vidas amorosas e permitir-lhes criar os parceiros perfeitos”.

No entanto, Banks nota que a adoção de robots como parceiros românticos e sexuais pode levar a uma insatisfação ainda maior.

“Termos as nossas necessidades sempre satisfeitas e levarmos sempre a nossa avante pode levar a níveis mais elevados de insatisfação com a vida e depressão por não se conseguir lidar com os obstáculos da vida. O que faz uma relação valer a pena é a ligação humana e aprenderem-se a amar apesar das falhas. Temos de abraçar os desafios da vida e aprender da dor uma vez que é isso que nos torna mais fortes e nos ensina a sermos melhores”, afirmou Banks.

(Noticias ao minuto)

você pode gostar também Mais do autor