Renamo condiciona entrega de lista à reintegração de homens afastados das FADM

0

O Presidente da República, Filipe Nyusi, e o coordenador da Comissão Política da Renamo, Ossufo Momade, fecharam um acordo sobre a integração dos homens da Renamo nas Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM), no passado dia 11 deste mês.

Na ocasião, os dois dirigentes falaram de como haveria de decorrer o processo, tendo sido acordado que a Renamo deveria entregar uma lista com os nomes dos homens que devem ser integrados nas diferentes frentes das FADM.

Este sábado, a Renamo, através da presidente da Liga da Nacional do partido, Maria Inês, disse estar à espera da reintegração dos seus homens que foram afastados das Forças Armadas de Defesa de Moçambique nos últimos tempos para entregar a lista dos seus homens residuais ao Governo no âmbito do processo de desmilitarização.

Maria Inês revelou que o seu partido já tem a lista contendo os nomes dos seus homens residuais pronta; contudo só vai entregar depois que se cumprir a exigência acima referida.

“A posição da Renamo é que o diálogo deve correr nos mesmos moldes em que o presidente Dhlakama dirigiu. O nosso coordenador disse que nós estamos prontos, desde que se sigam os trâmites que foram desenhados antes, que é de reintegrar primeiro os homens que já estavam lá dentro”, determinou.

Recorde-se que o prazo acordado para a entrega da lista da Renamo foi de 10 dias.

OPAIS