Será que fazer sexo em excesso faz mal à saúde?

O desconforto de praticar sexo em excesso pode ser provocado pelo atrito, que gera pequenas lesões e causa esses sintomas.

Homens que praticam sexo em demasia podem ficar com o esperma mais escuro, com uma coloração avermelhada ou acastanhada. Trata-se de uma condição chamada hematospermia, que é a presença de sangue no líquido seminal.

Todavia, regra geral a condição não é grave. Se a causa for mesmo o excesso de sexo, o tratamento é feito com abstinência sexual e repouso – sim, o prazer por vezes tem limites…

Por um lado, é difícil definir exatamente o que é ‘sexo em excesso’. Há pessoas que ficam satisfeitas ao ter relações apenas uma vez por semana, enquanto que para outras três vezes ao dia é o ideal. Ou seja, os especialistas concordam que os limites e a quantidade variam de pessoa para pessoa, e de como aquele ato íntimo o faz sentir física e mentalmente.

Por outro lado, ao mesmo tempo que há um certo limite físico para o sexo, existe também um limite comportamental. Se a necessidade de fazer sexo começar a interferir no dia a dia da pessoa, ao ponto desta deixar de lado outras atividades que importantes, com o trabalho, estudos, vida social ou lazer, pode então estar-se a lidar com algum tipo de compulsão.

Nesses casos, o mais indicado é procurar um sexólogo ou um psiquiatra para identificar a origem do distúrbio.

(Noticias ao minuto)

Loading...
Loading...